Facer e Associações Comerciais defendem descontos de pelo menos 20% no IPVA em Rondônia



Em todo o Brasil, o  aumento do custo de produção e a redução da oferta de veículos novos causados pela pandemia fez tanto os usados como também veículos novos valorizarem acima da média dos anos anteriores. Esse é o principal motivo para que o IPVA 2022 (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) ficasse bem mais caro, uma vez que a base de cálculo deste imposto leva em consideração o valor venal de usados ou da nota fiscal de novos.


 Neste cenário, a Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Rondônia (FACER), que reúne 28 Associações Comerciais e Empresariais, representando mais de seis mil empresas espalhadas pelos 52 municípios rondonienses, manifesta a sua preocupação quanto aos prejuízos que podem afetar o setor empresarial do estado.


 "Devido à pandemia de covid-19, nós temos total consenso das dificuldades do empresariado para honrar seus compromissos quanto à questão de tributos. Então nossa preocupação em relação aos empresários, pois muitas empresas tem veículos, é ter um custo maior e tão relevante do IPVA neste momento pandêmico", destacou o presidente da FACER, Marco Cesar Kobayashi, que fez questão de frisar o entendimento da Federação quanto aos motivos da elevação dos custos.


 "Nós entendemos que não se trata de um aumento do tributo em si, por parte do Governo do Estado, pois ele manteve o mesmo percentual. A valorização dos carros aumentou e automaticamente aumentou, de 23% a 25%, o valor do IPVA, com relação ao ano passado. Neste sentido, nós conversamos com o secretário estadual de Finanças, Luís Fernando Pereira, de que apoiamos o congelamento e ele nos trouxe as problemáticas, por parte do Governo de Rondônia, de aprovar uma situação como essa", explica o presidente da FACER.


Caso o Governo não congele o preço do IPVA, a Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Rondônia sugere e defende descontos mais significativos por parte do Estado, gerando fôlego para o setor empresarial e garantindo a adimplência dos contribuintes.


"Nossa solicitação é para que o Estado de Rondônia ofereça um desconto, entre 20% e 25%. Hoje o desconto é de 10%, então no mínimo dobraria o valor do desconto para quem pagasse o IPVA em dia. Isso para o Estado seria interessante, pois aumentaria a adimplência, de pessoas que com certeza iriam se esforçar ao máximo para pagar o IPVA em dia e ganhar um desconto desta magnitude", finalizou Kobayashi.


Fonte: Assessoria de Imprensa/FACER

Imagem: Detran/RO

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem