Barco Hospital Walter Bartólo atenderá indígenas do Rio Pacaás Novos

Esta será a primeira vez que o atendimento chegará até os povos indígenas daquela região.



Representantes do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) e entidades indígenas estiveram em Guajará-Mirim para firmar parceria com o Governo de Rondônia no atendimento aos povos indígenas que vivem ao longo do Rio Pacaás Novos, região rural do município. Os atendimentos serão realizados através do Barco Hospital Walter Bartólo.


Alguns pontos e a logística da embarcação foram apresentados aos visitantes que ficaram encantados com a estrutura. O coordenador da Unidade de Saúde Social Fluvial Barco Hospital, Giovani Guastala, e o secretário executivo regional da Casa Civil de Guajará-Mirim e Nova Mamoré, Flávio Derzete da Mota, manifestaram a satisfação em ver que o Barco Hospital viajará pela primeira vez em missão para atender os moradores do Rio Pacaás Novos. A viagem foi acordada para acontecer, na primeira quinzena do mês de maio de 2022 e deverá durar 18 dias. Esta será a primeira vez que o atendimento chegará até os povos indígenas daquela região.

“Será uma viagem inédita. É uma forma de levar atenção básica às comunidades indígenas que vivem ao longo das margens do Rio Pacaás Novos. O Governo do Estado tem procurado levar meios para tornar mais fácil, a vida das pessoas que residem longe das regiões urbanas”, destacou o secretário executivo regional Derzete.
                    A reunião com os representantes ocorreu dentro das instalações do Barco Hospital

“Essas missões possuem como compromisso, a oferta de assistência médica, social e cidadania. Conheci indígena com 20 anos de idade que não tem documentos pessoais, é uma forma de contribuirmos com a cidadania”, ressaltou o coordenado do Barco Hospital.

Hélia Alves Pereira Reis, assistente social e representante do DSEI durante a reunião, lembrou que ela e seus colegas sempre desejaram que o Barco chegasse até as terras indígenas do Pacaás Novos. Será um sonho profissional que vou conseguir realizar.

Para que a unidade hospitalar chegue pela primeira vez até aquela localidade, a Secretaria Regional da Casa Civil solicitou da empresa distribuidora de energia elétrica a instalação de torres para que a fiação de energia elétrica pudesse ser suspendida e dá passagem a embarcação.

Com a viagem já agendada, o Barco Hospital vai atender 16 aldeias, em torno de 5 mil indígenas e totalizando 997 famílias. O Governo do Estado juntamente com a Secretaria Estadual de Saúde sabe da importância que é para a população indígena essa viagem. O Governo do Estado de Rondônia juntamente com a Secretaria Estadual de Saúde sabe da importância que é para a população indígena essa viagem.
Fonte: Secom/RO

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem