Obra do novo Hospital Regional de Guajará-Mirim está parada há quatro anos



A pedra fundamental foi lançada em 2013, ainda na gestão do ex-governador e atual senador Confúcio Moura (MDB). Mas, desde 2017 (ano de previsão da entrega), ou seja, há quatro anos, os trabalhos estão parados, mesmo com 85% do prédio concluído. 
 
Segundo informações divulgadas pelo Governo do Estado, ainda não há prazo para término do novo Hospital Regional e muito menos para seu funcionamento total.
  
O deputado estadual Dr. Nedson (PMN) que foi eleito pela maioria dos votos do município, por varias vezes em sessões da Assembleia Legislativa, esteve cobrando do governador Marcos Rocha à conclusão da obra, porém até o momento não foi atendido. Isso claramente mostra o desinteresse do governador com o município. 

Anteriormente, o parlamentar chegou a propor ao governo a destinação de 2 milhões e meio de suas emendas, para ajudar no montante que estaria faltando de R$4.500.000,00 (Quatro milhões e Quinhentos mil reais) para concluir a obra, contudo o governador não cumpriu com o acordo, tardando ainda mais, a obra. 
 
Dentro da estrutura da obra, o ar-condicionado central instalado há cinco anos é prova do desperdício do dinheiro do contribuinte. 
 
Ar-condicionado novo já está instalado há cinco anos e não há data para uso
 
Ao todo já foram “investidos” R$13 milhões até o momento. Mas serão necessários outros R$ 8 milhões para terminar a construção é o que tudo indica, devido que a estrutura está defasada.
 
Conforme o planejamento da obra, o Hospital Regional de Guajará-Mirim teria 84 leitos, divididos entre ala masculina e feminina, pediatria, obstetrícia, salas de cirurgia e de parto. E uma cozinha para atender funcionários e pacientes.
 
Enquanto hospitais sofrem até com falta de oxigênio, o hospital que também terá pronto socorro, vai contar com uma usina para produzir até 100 m² de O².
 
Usina de oxigênio é deteriorada pelo tempo e nunca foi usada
 
INCIDENTE
 
Na quinta-feira (18), um pequeno incêndio em uma central de ar-condicionado do atual (e antigo) Hospital Regional de Guajará-Mirim, foi controlado pelos funcionários do local com uso de um extintor.
 
Pequeno incêndio foi controlado por funcionários do precário HR de Guajará-Mirim
 
Segundo informações obtidas pelo site, a antiga falta de manutenção na rede elétrica no local vem causando diversos sustos em quem está internado ou trabalha na unidade. 
 

Portal Guajará

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem