Sevic prende acusado de duplo homicídio em Guajará-Mirim, RO

 O homem estava foragido da Justiça foi preso pelo Sevic para cumprir sua pena sob acusação de matar pai e filha.

O foragido foi conduzido a Delegacia de Polícia Civil e posteriormente entregue no presídio masculino

Ailton Nascimento Caetano, de 38 anos, acusado de duplo homicídio no ano de 2009, no Distrito de Fortaleza do Abunã, Porto Velho/RO, foi preso nesta segunda-feira, 04, no município de Guajará-Mirim/RO pela equipe de policiais civis.

 

A equipe do Sevic (Serviço de Vigilância, Investigação e Captura) obteve informações que Ailton estaria no município e com mandado de prisão em aberto pela progressão para o regime fechado em decorrência de fuga. Os agentes sabiam que Ailton não possuía residência fixa em Guajará-Mirim, mas que havia saído da zona rural para a cidade, em diligência localizaram Ailton na residência de seu sobrinho, localizada no bairro Jardim Esmeralda. Ao avistar os policiais, o homem pulou a cerca e tentou fugir, mas foi contido. Ele ainda tentou enganar os policiais dizendo que seu nome é Alex. De posse do preso havia uma porção de maconha. Foi conduzido a 1ª Delegacia de Polícia Civil de Guajará-Mirim e após exame de corpo de delito foi entregue na Casa de Detenção.

 

O crime

O crime aconteceu no dia 23 de agosto de 2009, no distrito de fortaleza do Abunã, próximo à fronteira de Rondônia com o Acre. Valdomiro de Barros Ribeiro, 72 anos e a filha Ana Ketlen Ribeiro, 02 anos, foram executados a pauladas. Os irmãos Nilton Nascimento Caetano e Ailton Nascimento Caetano foram apontados como os acusados de serem autores do bárbaro assassinato.

 

Na época Nilton disse aos policiais que estava em um bar juntamente com a esposa e mãe das vítimas, quando por volta de 1h já de sábado, Valdomiro apareceu, segundo ele, com uma arma branca, vindo a golpeá-lo. Ele foi a sua casa, comunicou ao irmão Ailton e se armaram;  ele  com um pedaço de madeira,  e Ailton com uma enxada. Ao encontrarem na Rua Acre, Valdomiro e a filha no colo, começaram a desferir golpes de madeira e enxada, matando pai e filha.

 

Diante da barbárie cometida pelos acusados do assassinato do pai e filha, a comunidade do distrito ficou estarrecida. Homens e mulheres saíram as ruas para fazer justiça. O intento dos moradores do local só não aconteceu porque os irmãos foram presos antes que a população chegasse ao local onde eles estavam.






omamoré

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem