Guarnição da PM é presa por tentar forjar prova contra jovem em Porto Velho



O delegado de plantão da Central de Flagrantes de Porto Velho, deu voz de prisão a uma guarnição inteira da Polícia Militar, na tarde desta segunda-feira (25), pelos crimes de falsidade ideológica e denunciação caluniosa.

De acordo com informações apuradas pelo site, tudo começou, quando a equipe de PMs encaminhou um adolescente, 17 anos, e um jovem, 20 anos, para a Central de Flagrantes, autuados pelo crime de porte ilegal de arma.

Na ocorrência, os militares relataram que estavam em patrulhamento pela rua Raimundo André, Bairro Cidade Nova, quando avistaram a dupla em atitude suspeita. Eles estavam em duas bicicletas.

A guarnição narrou ainda, que avistou quando o jovem, de 20 anos, passou algo aparentando ser uma arma de fogo para o adolescente.

Os policiais disseram que abordaram a dupla, e na revista pessoal foi encontrado um revólver calibre 38 com o adolescente, com quatro munições.

A ocorrência diz ainda, que o adolescente relatou que teria alugado a arma de um conhecido, para praticar assaltos.

Na Central de Flagrantes, o delegado de plantão, determinou que sua equipe diligenciasse para apurar o fato narrado pelos policiais e  constatou através de câmeras de segurança da região onde ocorreu o fato, que o jovem, de 20 anos, não passou nenhuma arma para o menor.

Ao serem ouvidos pelo delegado, dois integrantes da guarnição reafirmaram que viram o jovem passar a arma ao adolescente. Um terceiro PM voltou atrás, mas isso não o livrou da responsabilidade.

Após ser confirmado que os policiais tentaram forjar um crime, os três receberam voz de prisão e foram encaminhados para a Corregedoria da Polícia Militar. O caso foi acompanhado pela Coordenadoria de Policiamento Ostensivo da Capital, apurou o jornal.

O jovem detido não foi preso.


Rondoniaagora

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem