Mais de 300 pessoas participam de festa clandestina na área da Comara em Guajará-Mirim

 Uma Festa clandestina que aconteceu na área da Comara durante o fim de semana foi registrada por várias pessoas que se aglomeraram, e não demonstraram nenhum tipo de preocupação com o numero de mortos e infectados pelo coronavírus em Rondônia.


Enquanto várias autoridades chamavam a população para tomar a vacina, pessoas de várias idades em sua maioria jovens esqueceram o momento, e se divertiam ao som de fank, forró e musica sertaneja regada de muita bebida e mulher.

Fotos e vídeos registrados em uma chácara conhecida como chácara do expedito mostram cerca de 300 pessoas, que não usavam mascaras, não respeitavam o distanciamento social, e tão pouco se preocupavam em esconder o rosto.

Nas imagens, é possível ver pessoas celebrando o que dizem ser um aniversário ao som de música, e consumo de bebidas alcoólicas, desrespeitando o decreto estadual e municipal que veta aglomerações, que representa alto risco de contaminação.

As autoridades só tomaram conhecimento da festa na manhã de segunda-feira (06), após vídeos e fotos vazarem nas redes sociais, de pessoas que riam dos órgãos fiscalizadores e da própria Polícia Militar que tem trabalhado diuturnamente para evitar as aglomerações.

Representantes da Vigilância Sanitária estiveram reunidos com a Promotoria de Justiça tratando sobre o assunto na manhã desta terça-feira (08), em seguida a equipe esteve reunida com o chefe da CIRETRAN de Guajará-Mirim Ronie Von Barros, e com representantes da Polícia Militar, para que juntos possam agir com mais rigor em atos criminosos como o que aconteceu no fim de semana.

De acordo com o Diretor da Divisão de Controle Sanitário em Guajará-Mirim Fábio Bernardo, os fatos estão sendo apurados, e os responsáveis pelo descumprimento das medidas sanitárias preventivas poderão ser penalizados pelo crime de Infração de medidas sanitárias preventivas.

Ele ressaltou que a população pode e deve contribuir com os órgãos denunciando aglomerações e outros tipos de infrações é só ligar para a Central de Operações da Polícia Militar através do 190, que o caso será apurado.

Fonte: Agora Guajará

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem