VÍDEO: Esgoto corre a céu aberto na Casa de Detenção de Guajará-Mirim

Já fazem quatro meses que a instalação sanitária do local está entupida.

Mal cheiro. Sujeira. Mosquito. Doenças. Essas são apenas algumas das características que compõem o cenário de péssimas condições sanitárias em que se encontra a Casa de Detenção de Guajará-Mirim. Esta situação tem colocado em perigo a saúde de funcionários, apenados e visitantes do local.

O motivo é o esgoto de todo o presídio que transbordou, formando uma grande poça de lama, e escorre direto para a rua. Pessoas que trabalham no local, informaram que o problema começou há cerca de quatro meses e apesar dos pedidos às autoridades, nada foi feito.

A Casa de Detenção de Guajará-Mirim, tem capacidade para 184 presos, mas encontra-se com superlotação. A maioria está encarcerada por tráfico, roubo e quebra de regime semiaberto.

Confira no vídeo:

 

Fonte: Rondoniaovivo.