VÍDEO: 40 FAMÍLIAS FICAM SEM SUSTENTO APÓS INTERDIÇÃO DO MERCADO PUBLICO MUNICIPAL

No dia 11 de Novembro, venceu o prazo que o sub grupamento do Corpo de Bombeiros de Guajará-Mirim deu para a Prefeitura Municipal adequasse a estrutura física do Prédio do Mercado Publico Municipal no sistema básico de Segurança.

Apos o vencimento do prazo os bombeiros procuraram a Prefeitura Municipal com o objetivo de alertar se não apresentassem o projeto e realizassem as adequações fazendo as correções necessárias o prédio do mercado iria ser  interditado. Apos o não cumprimento das exigências por parte da Prefeitura o corpo de bombeiros na manhã desta segunda-feira (12) realizou a interdição total do Prédio.

O Sargento BM Medeiros, que era o responsável pelos trabalhos de interdição, afirmou que o único projeto apresentado anos atrás apresentava irregularidades e até o momento nenhuma correção havia sido feita o prédio, que contem rachaduras, parte elétrica em estado precária que coloca em risco a vida das pessoas que frequentam e usam o local.

CONFIRA O VÍDEO DA REVOLTA:

A reportagem do Portal Guajará, ouviu o vereador Roberto do Mercado que já foi administrador do mercado publico municipal que contrariado com a situação e com o poder executivo falou a reportagem.

Mais de 40 famílias que dependem do mercado para o seu sustento ficaram revoltados com a situação e com a Prefeitura Municipal.

O repórter Flaviano Sales acompanhou o desespero dos comerciante, ao tomaram ciência da situação, muitos revoltados disseram  temos que sustentar nossas famílias.

Comerciante, PQD (camisa verde) revoltado com a situação.

O chefe de gabinete da Prefeitura Municipal garantiu que todas as providencias por parte do poder executivo serão tomadas para regularizar o prédio do mercado e voltar a funcionar normalmente.

Fonte: Portal Guajará.

Fotos/Videos: Repórter Flaviano Sales.