O POVO PRECISA APRENDER A VOTAR CERTO por Fábio Marques.

Hoje, dada a situação, está mais que visível que Guajará-Mirim está doente é no desejo. A cidade está entregue ao Deus-dará. Está faltando muito pouco para a implosão do apocalipse na fronteira Brasil-Bolívia. Mas surpreende quando se escuta bafafás de que o atual prefeito almeja sair candidato à reeleição municipal no pleito de 2020. Espanta mais ainda quando as pessoas que emitem este boatos, alegam que tem condições de se eleger. 


##########
É de se perguntar: este povo seria capaz de se enganar e se repetir mais uma vez? Não é possível. Nada tenho contra o povo. O problema é que povo esquece rápido. Reclama dos políticos e de suas péssimas atuações públicas, mas acaba sempre votando nas mesmas figuras. Ou seja, casando ícones, é preciso ilustrar que o populacho faz todos os barulhos possíveis quando é para reclamar por melhorias na qualidade de seus bairros, mas na hora de colocar seus votos nas urnas, sempre elege os maiores uns-sete-uns da paróquia.
##########
Promessas de campanha deveriam ser lavradas em cartório e sujeitas a processo caso não fossem cumpridas. Se isto não acontecer, ficamos à mercê do caráter do candidato eleito. Se o eleito não for um canalha, respeitar o seu eleitor e tiver noção de coletivo, as promessas poderão ser cumpridas. Caso contrário, ficamos de pés e mãos atadas como estamos agora. 
##########
Fontes confiáveis passaram para a Coluna informes de que tem gente na prefeitura com anos e anos de casa que nunca viu tamanha situação de falta de motivação por parte dos funcionários por conta do abuso e desrespeito das chefias com os seus subalternos, da falta de preparo gerencial, das discussões e bate-bocas na sala do prefeito, da falta de comando, uma bagunça total. 


##########
As avenidas de Guajará-Mirim parecem que saíram de um bombardeio com buracos para tudo quanto é lado. Limpeza urbana é sinal de planejamento, de capacidade operacional, de comando, de eficiência. Ta dado o recado.
##########
Em face à confusão gerada pelo aumento do IPTU nas contas dos cidadãos, fato que tem movido protestos , vários chegados deste escriba estão propensos a pagarem o imposto em juízo mas não estão sabendo o roteiro. É muito simples. Em vez do dinheiro do imposto ir para os cofres da prefeitura, deposita-se na Justiça. Mas como fazê-lo? Solicita-se à um advogado para que faça o depósito em nome do proprietário do imóvel pedindo que seja julgado como ilegal e abusivo o aumento do IPTU. O Juiz vai julgar contra ou a favor da petição. Ganhando ou perdendo, tanto a prefeitura como o cidadão poderão recorrer. A decisão não sai antes de cinco anos, se todos os recursos forem interpostos. O imóvel não corre risco, pois o IPTU vai estar pago. Só não poderá ser usado pelo prefeito gastar conforme sua vontade. 
##########
O que a cidade precisa é de uma pessoa que chegue com disposição. Não existe ambiente perfeito na política. O que podemos fazer quando há senso crítico e interesse no jogo político com vontade de mudanças, é marcar espaço, defender as idéias com convicção e estar aberto ao diálogo, porque ninguém é dono da verdade, o que não significa também perder as rédeas. Nossa cidade tem problemas demais para o seu tamanho. É preciso ter coragem e talento para enfrentar estes gargalos.

AUTOR: FÁBIO MARQUES