O GOLDEN SHOWER E A SODOMA E GOMORRA DA POLÍTICA por Fábio Marques

Sobre a postagem do capitão Bolsonaro a respeito de atitudes sexuais anormais de brincantes do carnaval, ficou faltando a este cronista falido de idéias se pronunciar, até porque no dia do “deadline” fixado pelos sites para envio da Coluna, estava no apronto de outra crônica. Mas não poderia deixar de dizer o seguinte: acabou pegando muito mal para um cidadão que se diz presidir uma nação de gente também dita cidadã, ficar fazendo tititis através das redes sociais acerca da fuzarca gay no percurso da festança popular regada à bebedeiras e altas orgias. Nada contrário. E muito menos a favor. O problema é que na quadratura do círculo que envolve a esfera do cargo que ora usufrui, este ferrabrás não deveria em hipótese alguma ocupar seu tempo com coisinhas pequenas, até porque são coisinhas pequenas frente aos problemas de proporções abismais que são o resgate do desenvolvimento e da cidadania, a distribuição de renda, a criação de empregos, a proteção dos cidadãos que estão cada vez mais à mercê da violência, as melhorias nas áreas da saúde pública, habitação, transporte, saneamento, reforma política, da previdência e, em especial, o incentivo à educação e à cultura, coisas que parecem estarem à anos luz da órbita espacial de seus miolos tão precisos de sinapses entre neurônios ou insights de idéias e que, no roteiro do processo da ciência dos fatos, ainda vão exigir ligações para lá de estreitas com o atraso cavernal de seus discursos neolíticos.


##########
O capitão Bolsonaro deveria ainda se preocupar – e muito – com a perversão de caráter dos patifes do Congresso com os quais vai ser obrigado a se ajoelhar e se sujeitar a negociar votações de projetos. Caso contrário, seu governo não irá emplacar por falta de “gentleman agreement”, o chamado acordo que fazem entre si pessoas elegantes e cordiais, mas safadas e imorais. Ou seja, vai ter que encarar esta suruba muito mais nociva do que um simples bacanal de viados adeptos de sexo com chuva dourada. Mas não esquenta. A gente que ainda entende alguma coisa que se passa nesta Sodoma e Gomorra não se assusta com os balcões de negócios da política. Isto porque os balcões de negócios são inerentes à política. Já sabíamos que isso iria ocorrer. Quem se assusta e se recusa a aceitar os fatos são os súditos e acólitos xiitas deste arremedo de governo que parecem ainda estarem sob a hipnose da idiotia e persistem em cultuar imagens e insultos fascistas como se fosse uma religião.
##########
A cegueira frente aos fatos ou a recusa em querer aceitar a verdade exposta com todas suas vísceras e nuances são sintomas de miopia cerebral ou demência mental.
##########
O abraço da Coluna vai para o cirurgião-dentista Leonardo Mendes, um dos melhores especialistas na área da saúde bucal de Guajará-Mirim. Mas além de sua profissão por vocação, Leonardo também não deixa de enxergar outras formas de negócios. É proprietário da melhor casa de eventos da cidade, o Clube Laje de Pedra, ambiente onde ocorrem festas, desfiles e encontros que promove o próprio Leonardo ou pessoas que alugam o espaço. Um cara correto, sangue bom, cidadão ativo com suas obrigações, que de vez em quando também sugere assuntos para a Coluna. Um grande abraço amigo Leonardo Mendes.