Justiça manda prefeitura revitalizar praça e reparar museu em Guajará-Mirim,

Praça do Pioneiros e Museu Histórico são pontos turísticos da cidade. Prazo para cumprir exigências vai até o próximo dia 6, sob pena de multa.

A Justiça do Trabalho expediu, na última semana, uma ordem judicial determinando que a Prefeitura de Guajará-Mirim (RO) faça a revitalização da Praça dos Pioneiros, situada às margens do Rio Mamoré, e também a pintura e iluminação do Museu Histórico Municipal.

O prazo foi estipulado até às 8h da próxima quarta-feira (6), sob pena de multa pessoal de R$ 1 mil por dia para o prefeito Cícero Noronha (DEM), caso não cumpra as exigências.

A vistoria nos locais foi realizada pelo Juiz da Vara do Trabalho, Carlos Antônio Chagas Júnior, na última sexta-feira (1°).

Na inspeção da Praça dos Pioneiros, o magistrado identificou entulhos, postes quebrados e sem iluminação, bancos deteriorados e o sistema de drenagem fluvial danificado.

Exigências da Justiça do Trabalho

A ordem judicial determina que a Prefeitura faça a limpeza da praça e também a manutenção de toda a estrutura, além de fixar uma estátua de um pajé, que faz parte da história e cultura dos Bois Bumbás Flor do Campo e Malhadinho. A estátua será instalada entre a Locomotiva da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré (EFMM) e o Museu, como parte do acervo turístico da cidade.

Já no Museu, a determinação é que o prédio receba uma pintura e também uma iluminação adequada durante o período de festas natalinas.
A ata de inspeção expedida pela Justiça do Trabalho determina ainda que a Polícia Militar (PM) seja notificada para intensificar as rondas ostensivas na Praça dos Pioneiros, principalmente à noite, já que o local tem um grande fluxo turístico na fronteira com a Bolívia.

Posicionamento da Prefeitura

G1 não conseguiu contato com o prefeito Cícero Noronha porque ele viajou para Brasília (DF), onde participará de alguns compromissos políticos.

Por telefone, o atual vice-prefeito e secretário municipal de saúde (Semsau), Davino Serrath, declarou que a Prefeitura Municipal foi notificada oficialmente pelo Tribunal de Justiça Trabalhista e que vai cumprir a ordem judicial.

Fonte: G1/RO/JUNIOR FREITAS

FOTOS: FLAVIANO SALES