Derrota para o RSC põe fim ao sonho do Guajará de chegar à semifinal do Estadual

Alvirrubro foi goleado por 4 a 1 e encerrou sua participação em quarto lugar na tabela. Classificados são: Vilhenense, Real Ariquemes, Rondoniense e Barcelona

Guajará perde para Rondoniense (Foto: Reprodução Rede Amazônica)

O sonho do Guajará de chegar à semifinal do Estadual acabou. O time da Pérola do Mamoré perdeu de 4 a 1 para o Rondoniense jogando fora de casa e encerrou a sua participação na competição. A partida válida pela sétima rodada do segundo turno foi realizada na última quarta-feira, 2, no Estádio Aluizão, na capital.

A derrota deu fim ao objetivo do GEC, que era avançar à próxima fase e ficar entre os quatro melhores clubes de Rondônia nesta temporada. Para se classificar, o alvirrubro precisava ganhar do RSC por quatro gols de diferença e torcer por uma vitória mínima (1 a 0) do Barcelona sobre o Real Ariquemes, mas não foi o que aconteceu, já que o Real venceu por 3 a 1.

Histórico da campanha

O resultado deixou o Glorioso com 11 pontos ganhos no returno, ocupando a quarta posição na tabela. Somando os pontos nos dois turnos, o GEC somou 16 e terminou a competição em quinto lugar na soma geral.

A última vez que o Guajará chegou na fase semifinal foi no ano 2000, quando acabou conquistando o título pela primeira e única vez em sua história, desde que foi fundado em 1952. Em 2004 participou do estadual e depois passou por um período de dez anos de inatividade, só retornando ao futebol profissional em 2015.

Apesar de não ter conseguido a classificação, o clube guajaramirense tem algo positivo a comemorar: em 2018 fez a melhor campanha desde que voltou a disputar o Campeonato Rondoniense em 2015. No total foram 14 jogos, com seis vitórias, quatro empates e quatro derrotas, além disso o time marcou 14 gols e sofreu também 14.

 Os quatro classificados são: Vilhenense, Real Ariquemes, Rondoniense e Barcelona.

Lamentação dos seis pontos perdidos

A diretoria, torcida, comissão técnica e até mesmo os jogadores têm apenas uma única lamentação em relação a campanha deste ano: a perda dos seis pontos que tiraram a possibilidade da classificação e fizeram bastante falta no final do returno.

O Guajará foi julgado e punido pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) por ter estreado contra o Genus no dia 12 de fevereiro sem nenhum jogador inscrito no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e acabou perdendo seis pontos e tendo que pagar uma multa de R$ 500.

O time, que era líder até a segunda rodada, perdeu os pontos e teve que fazer uma espécie de corrida de recuperação, mas acabou terminando o primeiro turno em último lugar, com apenas cinco pontos ganhos.

O fato é que se esses seis pontos não tivessem sido debitados da campanha, hoje o GEC seria um dos semifinalistas e seria um dos candidatos ao título, mas a desorganização em relação as inscrições dos jogadores fez toda a diferença no final de tudo.

Entre choro, tristeza e lamentação, o Glorioso terá que se reorganizar e focar em 2019, já que neste ano não há mais nenhuma competição para disputar.

Fonte: Globo Esporte/RO/Junior Freitas