BOLIVIANOS ENCERRAM PROTESTO E LIBERAM PORTO OFICIAL PARA TRAVESSIA ENTRE BRASIL E BOLÍVIA

Na noite desta quarta-feira (11) após a parada cívica,  protesto dos bolivianos pela aprovação do novo código penal do pais que foi promulgado em 15 de Dezembro de 2017 e  que deve entrar em vigor em junho de 2019, que afetará a toda a população boliviana, que resultou no bloqueio do Porto de Guayaramerin-Bolivia impedindo a travessia entre os dois países, os bolivianos encerraram a manifestação e liberaram o porto oficial que passou a funcionar normalmente.

O protesto teve se iniciou a 00hs desta quarta-feira , e participaram das manifestações comerciantes, médicos, sindicalistas, escolas, faculdades que paralisaram suas atividades, como também teve a participação de populares bolivianos.

 O bloqueio afetou o comercio de Guajará-Mirim e de Guayaramerin, turistas não puderam atravessar para o lado boliviano. E nem bolivianos puderam fazer compras no Brasil, causando um prejuízo financeiro muito grande para os dois lados.

Um fato que gerou protesto de Brasileiros, foi quando uma delegação de 40 pessoas de uma Igreja se dirigiram ao lado boliviano para participar de um congresso religioso  e iam ficar cinco dias em solo boliviano e foram impedidos de entrar no Pais pela migração boliviana que exigiram passaporte e outros documentos, denuncia essa feita ao repórter Flaviano Sales do Portal Guajará.

Fonte: Portal Guajará.