ABSURDO: MORADOR É TRANSPORTADO EM PEQUENA EMBARCAÇÃO POR FALTA DE AMBULANCHA EM SURPRESA

Por Flaviano Sales

Nesta segunda-feira (18) por volta das 17hs30 um homem de nome Nivaldo Naiva Barros, conhecido por Carpa, morador do Distrito de Surpresa,  sofreu um ferimento na mão direita com arma branca que resultou em lesão corporal de um corte de aproximadamente 15 cm, e passou pelo constrangimento de ser transportado em uma voadeira inapropriada para a condução de pacientes, chegou por volta das 21hs no município quando foi encaminhado para o Hospital Regional.

A imagem mostra um homem aparentemente com dores e dentro de uma embarcação que lhe transportou  de forma inadequada, paciente a mercê de chuva e sol, até o município de Guajará-Mirim onde foi atendido na unidade de pronto atendimento do Hospital.

Casos como esse revoltam a população que clama por uma ação mais humana por parte dos gestores da saúde e dos políticos no Distrito que vez ou outra vão a surpresa em busca de votos.

Conforme informações obtidas pela reportagem as duas ambulanchas que servem o Distrito de Surpresa estão quebradas, uma  desde o mês de Novembro de 2017, e informações que o defeito é na engrenagem da rabeta, mais até o momento não recebeu o reparo pelo órgão responsável.

No sábado (16) aconteceu a eleição para o cargo de Administrador de Surpresa, e políticos estiveram no Distrito fazendo campanha para seus candidatos, inclusive com postagens de fotos em redes sociais, mas esqueceram ou não quiseram lembrar que a ambulancha está quebrada há aproximadamente 08 meses, e depois foram embora para voltarem novamente atrás de votos na campanha eleitoral de 2018, enquanto isso os moradores, agricultores e indígenas da região sofrem com o constrangimento em caso de urgências e gravidade médicas terem que serem transportados para receberam atendimento médico em Guajará-Mirim em embarcação inapropriada. Outro absurdo é a informação que a ambulância que serve os moradores do Distrito está parada por falta de uma bateria há aproximadamente  01 ano.

O Vereador Sicsu (Pc do B), enquanto essa reportagem era produzida entrou em contato com este repórter, afirmando que encaminhou reivindicação ao poder executivo municipal sobre o problema da ambulancha  e também da ambulância, e relatou o sofrimento do povo, e sobre a ambulância disse que já conseguiu a bateria para que volte a transitar e atender toda a comunidade e principalmente os moradores das linhas rurais que cercam o distrito.

DISTRITO DE SURPRESA

Fica distante aproximadamente 250 km via fluvial à margem direita do rio Mamoré e seu acesso somente pode ser realizado por embarcação ou avião, com aproximadamente 1.600 habitantes na zona urbana e rural, próximo as aldeias indígenas Sagarana, Baia das Onças, Ricardo Franco, Baia da Coca e Sotero.

Fonte: Portal Guajará/Flaviano Sales